13/09/2018 - Coloque na agenda - Tributos mensais e anuais


Para lhe ajudar a deixar essas tarefas mais fáceis no dia a dia, preparamos um guia dos tributos o qual o microempreendedor individual e as micro e pequenas empresas devem pagar na forma mensal, trimestral e por ano, e como manter tudo bem organizado.

 

MEI: Tributos mensais

 

O pequeno empreendedor que formaliza seu negócio como MEI, está automaticamente enquadrado no regime tributário do Simples Nacional e, por ser microempreendedor individual, paga apenas um valor único por mês, em torno de R$ 50 (se declarado o valor do salário mínimo). A guia de recolhimento do MEI pode ser impressa mensalmente no site do governo mediante cadastramento prévio e solicitar o DAS. Uma vantagem interessante de pagar o DAS é que, além de ficar quite com o Fisco, com ele, o MEI contribui para a sua própria aposentadoria e tem direito à auxilio maternidade e doença, caso precise.

 

MEI: Tributos Anuais

 

O MEI não precisa pagar tributos anuais uma vez eles são pagos na forma mensal por meio da guia DAS. É necessário, apenas, que você faça uma breve declaração gratuita no próprio site onde é declarada suas notas.

 

Micro e Pequena Empresa: Tributos Mensais ou Trimestrais

 

As micro e pequenas empresas podem optar pelo Simples Nacional. Nessa modalidade de apuração dos tributos, é possível pagar um valor único, mensalmente, correspondente a até oito tributos, incluindo os federais, estaduais e municipais,     variando de acordo com a atividade exercida pela empresa. A guia deve ser quitada até o dia 20 do mês posterior ao do faturamento declarado.

 

Já quando essas empresas optam pelos regimes de tributação Lucro Presumido ou Lucro Real, devem calcular e pagar cada tributo separadamente, além de efetuar a entrega das declarações acessórias de forma mensal.

 

Na opção de tributação pelo Lucro Presumido, o Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) são apurados e pagos de forma trimestral, podendo ser divido em até 03 (três) cotas corrigidos de acordo com a taxa SELIC, tendo como vencimento o último dia útil de cada mês.

 

Na opção da tributação pelo Lucro Real, o Imposto de Renda Jurídica (IRPJ)     e Contribuição Social (CSLL) podem ser apurados e pagos de forma mensal ou trimestral, opção esta concedida ao contribuinte e que deverá ser realizada no início do ano, também com a possibilidade de divisão em até 03 (três cotas) corrigidos de acordo com a Taxa SELIC e tendo como vencimento o último dia de cada mês.

 

Confira quais são eles:

 

● Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ)

 

● Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL)

 

● Programas de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/Pasep)

 

● Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins)

 

● Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI)

 

● Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS)

 

● Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS)

 

● Contribuição Previdenciária Patronal (CPP) e FGTS, desde haja empregados registrados.

 

Fique atento e se organize. É um dever de todos cumprir com nossas obrigações.

 

FONTE: quickbooks